TEMA CRIADO POR PYZAM AND EDITADO POR EWERTON »

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Amor de Sangue (Méra Ficsão)

Estive Ausentado do blog por um Sérto periodo de tempo... Ocupado... Trabalho, Férias com Meu Amor, Re começo das aulas, entre outras coisas...

Nesse periodo eu li muito os livros da Anne Rice, e isso me inspirou, portanto qualquer semelhança não é mera coicidência.

Enfim, se um vampiro tivesse um amor não realizado em vida, este seria o final da história:

Quero beber o teu sangue.
Desejo teu sangue como jamais desejei de outro.
Quero sentir a pele macia do seu pescoço sob meu lábios,
quero parti-la com meus pequenos caninos
e sentir sua vida jorrar para dentro do meu corpo,
quente e saborosa como nenhuma outra.
Enquanto estava viva não pude te possuir
e nunca vou saber como seria o prazer com teu corpo,
mas agora terei com você o maior dos prazeres,
um prazer que nenhum mortal jamais poderá imaginar:
o prazer infinito do sangue...
Entro pela sua janela sem ser percebido
e te encontro lindamente adormecido,
um rosto incrivelmente angelical!
Tão tranquilo quanto o sono da morte é o seu sono.
Sua pele tem um cheiro inebriante, envolvente
e posso sentir o maravilhoso cheiro do seu sangue.
Ouço as batidas fracas do seu coração
e o sangue correndo pelas suas veias.
Poderia passar a eternidade te admirando, não fosse o desejo que arde cada vez mais forte...
Me deito junto a você, ah como é bom sentir o seu calor e sua pele macia...
Seus cabelos longos e macios...
Vejo seu pescoço tão delicado e não resisto,
ataco antes que possa perceber minha presença.
Sem qualquer resistência, seu corpo se entrega ao meu abraço.
Estou grudado em você, tão próximo quanto nunca pude estar.
Seu corpo está em transe, delirando de um prazer inimaginável.
Nos unimos como dois amantes, formamos um único ser perfeito,
os corações disparados, batendo no mesmo ritmo.
Agora sua vida é minha, e todos os seus pensamentos são meus.
Suas lembranças, suas paixões, sua dor, seus sentimentos me pertencem.
Sua mente não pode entender o que está acontecendo,
você apenas me ama, se sente finalmente completo, como jamais esteve,
não pode imaginar, nesse momento, sua vida sem mim.
Seu sangue me inunda, me aquece, me completa.
Te amo e amo o calor do seu sangue.
Nada mais importa, o tempo não existe e nada mais existe além de nós.
Sinto seu coração mais fraco, já não pode aguentar.
Sua vida é minha, sinto sua morte chegando lentamente...
Está acabado, finalmente solto seu corpo sem vida.
Seu sono de morte é tão belo quanto antes,
como se eu nunca o tivesse tocado,
mas seu corpo agora é frio.
Roubei seu calor, roubei sua vida.
Com um beijo me despeço.
Perdoe-me, mas não poderia ser de outro jeito.
Te amo.

Ewerton H. Marschalk as Reborned
"The Sing Painter"

2 comentários:

Shyori disse...

Vampiro... um amor realmente diferente. Você descreveu perfeitamente o modo como ele se sente. *-*
Num sei nem o que dizer...

...

BRAVO!!

HASHASHASHA'

By: Bêêh

Hellen disse...

nossa!
Gostei é bem criativo...
é assim mesmo que um vampiro sente, mas não só apenas vampiro, pessoas normais tambem são assim,, não toltamente normal de 1000 pessoas 10 são eu mesmo to no meio mas não tenho esses dentes afiados...
mas adorei bom trabalho ^^ t+